Jocum Internacional

Tudo começou quando um estudante universitário de apenas 20 anos resolveu tirar um tempo de oração durante uma viagem que fazia pelo Bahamas como participante de um quarteto gospel. Enquanto encostava-se a sua cama ele enxergou o que hoje chama de “filme mental”. Ele viu ondas gigantes sobre um mapa do mundo. As ondas se transformavam em milhares de jovens que se espalhavam por todos os continentes do mundo proclamando as boas novas de Jesus. Então Loren falou “Pode falar, Senhor. Estou ouvindo!”

Esta idéia radical de que jovens podiam ser missionários pelo mundo todo, ficou guardada com o jovem Loren Cunningham. Quatro anos mais tarde, no ano de 1960, ele fundou uma organização onde aquela idéia radical estaria expressa até no nome: “Jovens Com Uma Missão”. Hoje, Jovens Com Uma Missão (JOCUM) é uma das maiores organizações cristãs missionárias do mundo. A história de como a JOCUM começou e cresceu é uma história da direção e da graça de Deus em usar pessoas comuns de todas as partes do mundo. a Jocum tem envolvido milhares de pessoas no cumprimento da ordem de Jesus: “Ide por todo mundo e pregai o evangelho a toda criatura” (Marcos 16:15)

Anualmente mais de 30.000 pessoas participam dos nossos programas de curto prazo e Escolas de Treinamento. Graças a Deus, nossas equipes móveis já visitaram e testemunharam em todos os países do mundo.

Atualmente somos aproximadamente 16.590 missionários, destes 1.300 brasileiros, trabalhando integralmente em mais de 1.100 centros de atividades missionárias, em 171 dos 238 países do Mundo.

Como cidadãos do Reino de Deus, somos chamados para amar, adorar e obedecer ao Senhor Jesus Cristo, para amar e servir seu corpo, a Igreja, e apresentar todo o evangelho, à todo o homem, por todo o mundo.

Jocum Nacional

No Brasil, iniciamos nossas atividades em 1975, através do casal Jim e Pamela Stier, em Contagem-MG. Hoje temos 53 Escritórios e Centros de Treinamento Missionário espalhados por todas as regiões do Brasil.

A história de JOCUM no Brasil é narrada em detalhes pelo seu fundador, Jim Stier, no livro "Além das Possibilidades", editora Betânia.

Jovens Com Uma Missão reúne pessoas diferentes para trabalhar nas mais diferentes atividades evangelísticas. Entre os nossos missionários, podem ser encontrados jovens, famílias, aposentados, universitários recém-formados e pós-graduados, pessoas vindas de mais de 100 países e denominações evangélicas diferentes, novos crentes, pastores e líderes de igrejas com muitos anos de experiência. Todos envolvidos nestes objetivos:

  1. Apresentar Jesus Cristo à esta geração e a possibilidade real de relacionamento com Ele, mobilizando o maior número possível de pessoas para ajudar nesta tarefa;
  2. Treinar e equipar cristãos para o cumprimento da grande Comissão.

Para saber mais onde estamos hoje no Brasil, é só seguir o link: Nossas bases no Brasil

Jocum Vitória

De Flexal para as nações

Jovens com Uma Missão iniciou suas atividades em Vitória, ES em 1994 e estabeleceu-se em Flexal II em 1998.

Jocum Vitória tem se dedicado e sonhado com a transformação integral da comunidade em que está inserida e também com o alcance de povos não alcançados no Brasil e ao redor do mundo. Por tanto tem mobilizado, treinado e enviado jovens vocacionados. Disponibilizando ferramentas a fim de que o Evangelho seja anunciado e o Reino de Deus seja estabelecido em todas as áreas da sociedade.

Com a visão de expandir e estabelecer o Reino de Deus a partir de Flexal II, Jocum Vitória mantêm projetos que visam o Desenvolvimento comunitário, desenvolve seminários, Impactos e evangelismo, oferece a igreja treinamento na área de missões, missões urbanas, evangelismo, vocação e alcance aos excluídos, além de outras atividades.

Dessa forma Jocum Vitória tem dado passos firmes a fim de que Deus seja Conhecido tanto em de Flexal como entre as nações.

Valores fundamentais de Jovens com uma Missão

Jovens Com Uma Missão (JOCUM) reconhece a Bíblia como a palavra de Deus e, com a inspiração do Espírito Santo ela é o ponto referencial e autoridade suprema para todos os aspectos de nossas vidas e ministérios. Baseada na verdade de Deus, quem Ele é e Sua iniciativa de salvação, as seguintes respostas da parte da JOCUM são fortemente encorajadas:

Adoração: Somos chamados a louvar e adorar a Deus e a Ele somente.
Santidade: Somos chamados a viver vidas santas e justas, que exemplificam a natureza do nosso Deus.
Testemunho: Somos chamados a testemunhar sobre o Evangelho de Jesus Cristo àqueles que não O conhecem.
Oração: Nós somos chamados a praticar a oração intercessória pelos povos e por aquilo que esteja no coração de Deus, incluindo posicionarmos contra o mal em todas as suas formas.
Comunhão: Somos chamados a nos comprometer com a Igreja, tanto em sua expressão de cuidado local como em sua expressão de multiplicação móvel.

Os Valores Fundamentais de Jovens Com Uma Missão são a expressão de nossas crenças básicas, unidas a diretrizes específicas dadas por Deus desde que JOCUM foi criada em 1960. Eles foram registrados aqui para passarmos às próximas gerações aquilo que Deus tem enfatizado para nós. Estas crenças e valores que compartilhamos são os princípios que guiaram o crescimento no passado e que guiarão o crescimento no futuro de nossa Missão. Alguns deles são compartilhados por todos cristãos em todo lugar, outros são distintos de Jovens Com Uma Missão. A combinação destas crenças e valores compõem as características singulares da família de JOCUM – é o nosso “DNA”. São valores que guardamos com muito carinho, pois determinam quem somos, como vivemos e como tomamos decisões.

1. CONHECER A DEUS - JOCUM é comprometida em conhecer a Deus, Seu caráter, Sua natureza e Seus caminhos. Nós buscamos refletir quem Ele é através de nossas vidas e nosso ministério, em todos os aspectos. O desejo de compartilhar dEle com outros flui automaticamente do fato de O conhecermos e nos alegrarmos nesta comunhão com Ele.

2. FAZÊ-LO CONHECIDO - JOCUM é chamada a fazer Deus conhecido por todo o mundo e em cada área da sociedade através de evangelismo, treinamento e ministérios de misericórdia. Cremos que a salvação de almas deve resultar em transformação de sociedades obedecendo, assim, o mandamento de Jesus de fazer discípulos de todas as nações.

3 . OUVIR A VOZ DE DEUS - JOCUM é comprometida em criar com Deus através do ouvir a Sua voz, orando Suas orações e obedecendo Seus mandamentos tanto nas pequenas como nas grandes coisas. Nós colocamos nossadependência no ouvir a Sua voz como indivíduos, juntos num contexto de equipe e em reuniões corporativas como parte essencial do nosso processo de tomada de decisão.

4. PRATICAR ADORAÇÃO E ORAÇÃO INTERCESSÓRIA - JOCUM se dedica a adorar a Jesus e se engajar em oração intercessória como aspectos essenciais da vida diária. Nós também reconhecemos a intenção de Satanás de destruir o trabalho de Deus e invocamos o poder de Deus e o Espírito Santo para vencermos suas estratégias nas vidas dos indivíduos e nas questões de nações.

5. SER VISIONÁRIA - JOCUM é chamada a ser visionária, continuamente recebendo, nutrindo e liberando visão nova de Deus. Nós apoiamos o pioneirismo de novos ministérios e métodos, sempre abertos a sermos radicais para que sejamos relevantes para todas as gerações, povos e esferas da sociedade. Cremos que o chamado apostólico da JOCUM requer a integração de líderes espirituais veteranos, liberdade no Espírito e liberdade, centrado na Palavra de Deus.

6. DEFENDER OS JOVENS - JOCUM é chamada a defender os jovens. Nós cremos que Deus deu dons e chamou pessoas jovens a iniciarem e encabeçarem visão e ministério. Nos comprometemos a valorizar, confiar, treinar, incentivar, dar espaço e liberar jovens. Eles não são apenas a Igreja do futuro; eles são a Igreja de hoje. Nos comprometemos a seguí-los aonde eles nos guiarem, conforme a vontade de Deus.

7. SER UMA ESTRUTURA AMPLA E DESCENTRALIZADA - JOCUM tem uma estrutura ampla e diversificada sendo, ao mesmo tempo, integrada. Somos uma família global de ministérios unida por propósitos, visão, valores e relacionamentos comuns. Cremos que estruturas devem servir ao povo e aos propósitos de Deus. Cada ministério, em todos os níveis, tem o privilégio e a responsabilidade de prestar contas a um grupo de liderança veterana (anciões) que por sua vez presta contas num nível internacional à Equipe de Liderança Global da JOCUM (GLT).

8. SER INTERNACIONAL E INTERDOMINACIONAL - JOCUM é internacional e interdominacional tanto em termos globais com em suas bases locais. Nós cremos que a diversidade étnica, linguística e denominacional, juntamente com os aspectos culturais redimidos são fatores positivos que contribuem para a saúde e crescimento da Missão.

9. TER UMA COSMOVISÃO BÍBLICA JOCUM é chamada a ter uma cosmovisão Bíblica. Cremos que a Bíblia faz uma divisão clara entre o bem e o mal; o certo e o errado. As dimensões práticas da vida são tão espirituais quanto as expressões ministeriais. Tudo que é feito em obediência a Deus é espiritual. Nós buscamos honrar a Deus em tudo que fazemos, equipando e mobilizando homens e mulheres de Deus para ocuparem posições de serviço e influência em todas as áreas da sociedade.

10. TRABALHAR EM EQUIPES - JOCUM é chamada a trabalhar em equipes em todos os aspectos de ministério e liderança. Cremos que uma combinação de dons que se complementam, assim como chamados, perspectivas, ministérios e gerações diferentes trabalhando juntos em unidade em todos os níveis de nossa Missão nos fornece sabedoria e segurança. O buscar da vontade de Deus e o tomar decisões num contexto de equipe permite um prestar de contas sadio e contribue para um nível maior de relacionamento, motivação e responsabilidade, além de nos fazer sentir parte da visão.

11. LÍDER SERVO - JOCUM é chamada a ter a liderança serva como estilo de vida , ao invés de uma liderança hierárquica. Um líder servo é aquele que honra os dons e chamados de Deus na vida daqueles que estão debaixo de seu cuidado e protege os direitos e privilégios deles. Assim como Jesus serviu a Seus discípulos, nós enfatizamos a importância dos que teem responsabilidades de liderança servirem seus liderados.

12. PRIMEIRO FAZER, DEPOIS ENSINAR - JOCUM é comprometida em fazer primeiro, para então ensinar. Nós cremos que experiência pessoal em primeira mão dá autoridade às nossas palavras. Caráter piedoso e um chamado de Deus são mais importantes que os dons, habilidades e perícia de um indivíduo.

13. SER ORIENTADA POR RELACIONAMENTOS - JOCUM é dedicada a ser orientada por relacionamentos em nossa maneira de viver e trabalhar juntos. Desejamos estar unidos através de vidas de santidade, apoio mútuo, transparência, humildade e comunicação aberta, ao invés de uma dependência em estruturas e regras.

14. VALORIZAR O INDIVÍDUO - JOCUM é chamada a valorizar cada indivíduo. Cremos em oportunidades iguais e justiça para todos. Cremos que, tendo sido criadas à imagem de Deus, pessoas de todas as nacionalidades, idades e funções teem contribuições e chamados distintos. Somos comprometidos em honrar o dom de liderança e ministério dado por Deus tanto a homens como a mulheres.

15. VALORIZAR FAMÍLIAS - JOCUM afirma a importância de famílias servindo a Deus juntas em missões, não apenas o pai e/ou a mãe. Nós encorajamos o desenvolvimento de unidades familiares fortes e sadias, com cada membro compartilhando o chamado para missões e contribuindo com seus dons de uma maneira singular e complementar.

16. DEPENDER DE SUSTENTO BASEADO EM RELACIONAMENTOS - JOCUM é chamada a um sistema de sustento baseado em relacionamentos, dependendo de Deus e de Seu povo para provisão financeira, tanto como organização quanto como indivíduos. Cremos que este tipo de sustento promove responsabilidade, prestação de contas, comunicação e oração mútua. Envolve o mantenedor como parceiro no ministério. Assim como Deus e outros têm sido generosos para conosco, nós também somos encorajados a sermos generosos. JOCUMeiros dão de si mesmos, seu tempo e talentos à Deus através da Missão sem nenhuma expectativa de remuneração.

17. PRATICAR HOSPITALIDADE - JOCUM afirma o ministério de hospitalidade como uma expressão do caráter de Deus e do valor das pessoas. Cremos que é importante abrirmos nossos corações, casas, nossos campus e bases para servir e honrar uns aos outros, aos nossos convidados e ao pobre e necessitado, não como um ato de protocolo social, mas como uma expressão de generosidade.

OBS: Os três documentos de Jovens Com Uma Missão são Os Valores Fundadores de Jovens Com Uma Missão, O Pacto de Manila e A Carta Magna Cristã. (Os Valores Fundamentais da JOCUM foram aprovados pela Equipe de Liderança Interncaional (GLT) em Agosto de 2003 e publicado em fevereiro de 2004.)

Carta Magna Cristã

Apoiamos a Carta Magna Cristã, que descreve os seguintes direitos básicos como implícitos no Evangelho, ou seja , todos na terra têm o direito a:

  1. Ouvir e entender o Evangelho de Jesus Cristo.
  2. Ter uma Bíblia disponível em sua própria língua.
  3. Ter uma comunidade cristã por perto para a comunhão semanal, estudos bíblicos e louvor com outros no corpo de Cristo.
  4. Ter educação cristã disponível para seus filhos.
  5. Ter as necessidades básicas da vida: alimentação, água, vestuário, abrigo e assistência médica supridas.
  6. Ter uma vida produtiva de realizações espirituais, mentais, sociais, emocionais e físicas.

Comprometemo-nos, pela graça de Deus, a cumprir esta aliança e a viver para a glória de Deus.

Declaração de Fé

Jovens Com Uma Missão (Jocum) é um movimento internacional de Cristãos de muitas denominações dedicado a apresentar Jesus de forma pessoal à esta geração, mobilizar o máximo de pessoas para ajudar nesta tarefa e treinar e equipar Cristãos para assumir sua parte no cumprimento da Grande Comissão. Como cidadãos do Reino de Deus, somos chamados a amar, adorar e obedecer ao Senhor Jesus Cristo, amando e servindo Seu Corpo, a Igreja e apresentando todo o evangelho a cada a pessoa por todo o mundo.

Cremos que a Bíblia é a palavra inspirada de Deus e a autoridade máxima, revelando que Jesus Cristo é o Filho de Deus. Cremos que o Homem é criado à imagem de Deus, para uma vida eterna através de Cristo. Embora todos os homens tenham pecado e careçam da glória de Deus, estando totalmente perdidos sem Cristo, Deus faz a salvação possível através da morte e ressurreição de Jesus Cristo. Cremos que arrependimento, fé, amor e obediência são respostas necessárias e adequadas à graça de Deus estendida a nós, e que Deus deseja que todos os homens sejam salvos e venham a ter conhecimento da Verdade. Cremos que o poder do Espírito Santo é demonstrado em nós e através de nós para o cumprimento do último mandamento de Cristo: “Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura” (Marcos 16.15).

Pacto do Jubileu

Suíça, Setembro de 2009

Eu reconheço que, neste momento em que a JOCUM celebra cinqüenta anos de ministério, o Espírito de Deus está atuando de forma maravilhosa em todo o mundo.

Eu, de forma aguerrida, quero fazer a minha parte para que a chama siga adiante e ajude a realizar os sonhos do coração de Deus de que cada indivíduo possa ouvir e que todas as nações possam ser impactadas com o evangelho de Jesus Cristo. Considero ser um grande privilégio estar vivo e ser chamado para um tempo especial como esse. Assim sendo, com a graça de Deus, eu firmo essa aliança de:

1 – Amar o Senhor meu Deus de todo o meu coração, com toda a minha alma, com toda a minha força, e de amar o meu próximo como a mim mesmo. Mc. 12: 30-31

2 – Buscar em primeiro lugar o reino de Deus e a Sua justiça acima de qualquer preocupação com a minha vida e meu futuro. Mt. 6:25-34

3 – Servir a outros, movido exclusivamente por meu amor a Deus. Jo. 21:15-17

4 – Tomar a minha cruz e seguir a Jesus onde quer que Ele queira que eu vá. Mc. 8: 34,35

5 – Fazer o melhor que eu puder, através do poder do Espírito Santo em mim, para cumprir a grande comissão nesta geração. Mc. 16:15

Portanto, eu me comprometo, diante de Deus e juntamente com meus irmãos e irmãs, a fazer dessas, minhas prioridades na vida até que “a terra esteja repleta do conhecimento da glória de Deus, assim como as águas cobrem o mar” (Hc. 2:14). Assinado e ratificado neste dia 06 de Setembro de 2009, em Lausanne, Suíça.

Pacto de Manila

Filipinas, Agosto de 1988

O Pacto de Manila é uma declaração de propósito de missão preparada e considerada em oração pela liderança de Jovens Com Uma Missão e confirmada por 1500 obreiros durante a Conferência Internacional de Obreiros e Liderança de Jovens Com Uma Missão em Manila, Filipinas, em 4 de Agosto de 1988. As 20 afirmações do Pacto declaram os valores, princípios operacionais e chamado de Jovens Com Uma Missão. Convidamo-lhes a unirem-se a nós no empolgante desafio de alcançar o mundo com o amor de Cristo.

AFIRMAMOS que nosso chamado como uma comunidade missionária é ajudar a completar a Grande Comissão. Celebramos o chamado do Senhor para estarmos envolvidos em evangelismo, treinamento e ministérios de misericórdia. Renovamos o nosso compromisso com o Senhor e um com o outro para que, pela graça de Deus e o poder do Espírito Santo, possamos fazer tudo o que Ele nos orientar para completarmos a Grande Comissão.

AFIRMAMOS o chamado do Senhor sobre nossa Missão para mobilizar os jovens para o evangelismo mundial. Expressamos neste Pacto nosso compromisso de ver jovens exuberantes e prontos a mudar o mundo mobilizados em grande número para o evangelismo mundial, tendo todas as oportunidades para desempenharem papéis de liderança e influência em nossa Missão.

AFIRMAMOS o chamado de Deus sobre nossa Missão para alcançar com o Evangelho aqueles que ainda não o foram. Declaramos nosso compromisso de ver milhares de obreiros mobilizados nas nove fronteiras de evangelismo mundial: o Mundo Islâmico, o Mundo Budista, o Mundo Comunista, o Mundo Hindu, a Pequena Metade, os Cristãos Nominais, as Cidades, os Pobres e Necessitados, e os Povos Tribais.

AFIRMAMOS o Senhorio de Cristo sobre todas as esferas da vida. Comprometemo-nos a difundir o Evangelho de Jesus Cristo de forma que Seu Senhorio seja proclamado sobre as pessoas, as nações, as famílias, a Igreja em todas as suas expressões, a Educação, a Mídia eletrônica e a Imprensa, as Artes, o Esporte, o Comércio, as Ciências e a Tecnologia, o Governo e a Política. Cremos que isto deve ser feito com o mesmo espírito com o qual Jesus veio: como Servo humilde, renunciando aos Seus próprios direitos e assim agradando ao Pai.

AFIRMAMOS que Deus deseja que Jovens Com Uma Missão represente todas as nações da Terra e que nosso corpo de obreiros e liderança sejam compostos de raças da África, Ásia, Austrália, América Latina, Oriente Médio, Europa e América do Norte.

AFIRMAMOS nosso chamado como Missão para amarmos tanto em palavras quanto em ação, a fim de proclamarmos e demonstrarmos as Boas Novas do Evangelho. Tanto o evangelismo pessoal quanto as ações práticas dão testemunho de Jesus Cristo. Da mesma forma nós, pela graça e misericórdia de Deus, proclamaremos as Boas Novas e executaremos atos de misericórdia, para que homens e mulheres possam tomar posse da Verdade do Evangelho.

AFIRMAMOS a importância de fazer o trabalho de Deus à Sua maneira. Declaramos a nossa dependência total em Deus para obtermos sabedoria, e pedimos a Ele que nos revele qualquer traço de paternalismo, preconceito ou triunfalismo. Escolhemos seguir o exemplo do Senhor Jesus que renunciou a seus direitos defendendo os dos pobres e servindo àqueles aos quais veio ministrar em sincera humildade.

AFIRMAMOS que Deus deseja jovens e idosos, homens e mulheres, em posições de liderança e responsabilidade em nossa Missão.

AFIRMAMOS estilos de liderança caracterizados por um coração de servo, responsabilidade e submissão. Confirmamos a importância de todos os obreiros passarem por um período de treinamento e orientação culturalmente apropriados para prepará-los para o serviço no Reino de Deus. Expressamos o nosso desejo que Deus continuamente revigore e reavive nossos programas de treinamento e discipulado para que possam encorajar, equipar e capacitar os participantes para o serviço cristão.

AFIRMAMOS a importância de um espírito de humildade e de quebrantamento e de transparência nos nossos relacionamentos . Comprometemo-nos com os princípios de unidade ensinados pelo apóstolo Paulo em Efésios capítulo quatro e cinco. Aceitamos a responsabilidade de tratar com qualquer falha de caráter ou barreira cultural de uma maneira que será do agrado de Deus e que promoverá unidade dentro da Missão e dentro do Corpo de Cristo.

AFIRMAMOS a importância de vivermos uma vida equilibrada e Bíblica. Cremos que precisamos de cristãos de todas as convicções teológicas e origens no Corpo de Cristo. Precisamos doseu conselho, sabedoria, ensino e participação para sermos tudo o que Deus espera que sejamos.

AFIRMAMOS a importância da Igreja local. Pedimos a Deus Sua graça e ajuda para nos capacitar a multiplicar e a edificar as igrejas locais trabalhando juntos para o cumprimento da Grande Comissão.

AFIRMAMOS o ministério da oração e da intercessão. Declaramos nossa total e mais profunda dependência em Deus e pedimos a Ele que continuamente reavive os nossos corações para que sempre sejamos uma Missão que interceda pelas nações e O busque para direção e orientação. Cremos que Deus tem nos chamado como Missão para fazermos tudo baseado em oração, sabendo que sem a Sua liderança nossos melhores esforços serão obras mortas. Também declaramos nossa necessidade de que outros orem por nós.

AFIRMAMOS a importância da prestação de contas entre Jovens Com Uma Missão como um todo e entre suas diversas bases, ministérios, equipes e escolas. Confirmamos nossa necessidade de estarmos em submissão àqueles aos quais servimos, àqueles que são autoridade sobre nós no Senhor e àqueles com os quais trabalhamos como colaboradores. Cremos que esta submissão leva à correção, ao encorajamento e à abertura em nossa vida corporativa e individual.

AFIRMAMOS o valor do indivíduo. Comprometemo-nos a equipar, a apoiar e a capacitar todos aqueles que Deus nos envia, para o cumprimento do propósito e ministério de Deus em suas vidas.

AFIRMAMOS o ministério de hospitalidade, comprometendo-nos a abrir nossas bases, casas e corações a todos aqueles que Deus nos envia. Reconhecemos que esta é uma responsabilidade Bíblica e alegremente aceitamos o privilégio de servir e honrar convidados, preletores, JOCUMeiros e aos pobres e necessitados, através deste ministério.

AFIRMAMOS a importância de prestarmos contas na área financeira. Declaramos que nós, em Jovens Com Uma Missão, viveremos pelo mais alto padrão legal, espiritual e ético em nossas operações financeiras.

AFIRMAMOS que Jovens Com Uma Missão é um movimento internacional de cristãos de várias denominações dedicados a apresentar Jesus, individualmente, à esta geração, mobilizandoo maior número de pessoas possível para ajudar nesta tarefa e a treinar e a equipar cristãos para o seu papel no cumprimento da Grande Comissão. Como cidadãos do Reino de Deus, somos chamados a amar, a adorar e a obedecer nosso Senhor, amando e servindo Seu Corpo, a Igreja, e apresentando o evangelho completo a todas as pessoas do mundo.

AFIRMAMOS que a Bíblia é a palavra inspirada de Deus e a autoridade máxima, revelando que Jesus Cristo é o Filho de Deus. Cremos que o Homem é criado à imagem de Deus, para uma vida eterna através de Cristo. Embora todos os homens tenham pecado e careçam da glória de Deus, estando totalmente perdidos sem Cristo, Deus faz a salvação possível através da morte e ressurreição de Jesus Cristo. Cremos que arrependimento, fé, amor e obediência são respostas necessárias e adequadas à graça de Deus estendida a nós, e que Deus deseja que todos os homens sejam salvos e venham a ter conhecimento da Verdade. Cremos que o poder do Espírito Santo é demonstrado em nós e através de nós para o cumprimento do último mandamento de Cristo: “Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura” (Marcos 16.15).

AFIRMAMOS a Carta Magna Cristã, que professa que os seguintes direitos básicos estão implícitos no Evangelho, ou seja, todos têm o direito a:

  1. Ouvir e entender o Evangelho de Jesus Cristo.
  2. Ter uma Bíblia disponível em sua própria língua.
  3. Ter uma comunidade cristã por perto para a comunhão semanal, estudos bíblicos e louvor com outros no corpo de Cristo.
  4. Ter educação cristã disponível para seus filhos.
  5. Ter as necessidades básicas da vida: alimentação, água, vestuário, abrigo e assistência médica supridas.
  6. Ter uma vida produtiva de realizações espirituais, mentais, sociais, emocionais e físicas.

Pacto do Mar Vermelho

Oriente Médio, Abril de 1992

O Comitê Executivo Internacional de Jovens Com Uma Missão se reuniu no Oriente Médio em Abril de 1992. O Senhor nos falou enfaticamente que desejava que nós, como uma missão, fôssemos mais envolvidos no mundo Muçulmano. Durante um tempo de oração, o Senhor interrompeu nossa intercessão com uma inesperada ordem para chamarmos os líderes da missão a se humilharem diante do Senhor. Isso aconteceu tão inesperadamente e com tão grande senso da presença de Deus que sentimos que devíamos “cravar uma estaca no chão” para nos apossar do que Deus havia feito em nossos corações. Decidimos não dar lugar ao inimigo para destruir a liderança de Deus e colocar dúvidas em nossos corações. Colocamos o nome de Pacto do Mar Vermelho à resposta que demos ao Senhor.

Enquanto nos reuníamos em diversos tempos de oração pelo mundo Muçulmano, Deus nos falou (através de Ezequiel 47) de novas profundidades de unção que Ele quer derramar sobre nós, dando-nos uma impressão clara de que este é o primeiro passo em um novo momento, definindo o derramamento do Seu Espírito em nossa missão.

Ele nos impressionou com Isaías 19, o que nos pareceu indicar que pelo menos um aspecto de Seu tratamento com nossa missão deveria acontecer na cidade de Jerusalém. Uma certeza profunda de nossa necessidade de preparação espiritual foi expressada em nossa reunião. Deus nos falou de nossa necessidade de enxergar claramente, com ambos os olhos. Tornou-se claro que não devíamos participar do problema que existe entre cristãos, árabes e judeus. Deus nos falou para separar trinta dias de oração e jejum focalizado no mundo Muçulmano. Ele enfatizou a importância de arrependimento público pelas Cruzadas e a grande ofensa que elas causaram.

Para selar o que Deus nos falou como missão em favor do mundo Muçulmano, sentimos que era apropriado fazer um compromisso formal com Deus que seria conhecido como o Pacto do Mar Vermelho, e convidar todos que desejassem a assinar este pacto. Portanto, decidimos diante de Deus a:

  1. Buscarmos fervorosamente o novo nível de unção e habilitação que Deus quer derramar sobre nós.
  2. Submetermo-nos a qualquer disciplina espiritual que Ele requerer de nós, tal como oração, jejum e arrependimento.
  3. Reunirmos nos lugares e horas que Ele indicar para buscarmos a Ele juntos por esses propósitos.
  4. Sermos cuidadosos em guardarmos nossa visão como um todo, vendo tanto Judeus quanto Árabes como criação amada de Deus.
  5. Abraçar o vasto mundo Muçulmano em nossos corações, buscando de Deus a unção, a sabedoria, o poder e as estratégias necessárias para levar adiante nossa parte dentro do Seu grande plano de redenção para aqueles debaixo da influência do Islamismo.
  6. Crermos em Deus para o estabelecimento do Seu reino entre os povos do mundo debaixo da influência do Islamismo, e ficarmos mais impressionado com Deus do que com as dificuldades envolvidas.
  7. Exercermos liderança para mobilizarmos e convocarmos nossa organização a receber a unção e o poder habilitador de Deus para alcançar os povos Muçulmanos do mundo.

Pacto de Naning

China, Agosto de 2002

Reunidos debaixo do nosso Poderoso Deus, aqui nesse imenso território que é a China, nós propomos a renovação de nosso compromisso com o Senhorio de Jesus, para conseguirmos atender e completar Seu chamado, dado à JOCUM para todas as nações e povos da Terra.

Clamamos ao seu Espírito Santo, através de quem podemos fazer todas as coisas, por uma renovada unção apostólica. Reafirmamos nosso compromisso com as palavras do Senhor às quais chamamos de nossos Valores, assim como, com Sua visão para JOCUM em termos de Evangelismo, Treinamento e Ministérios de Misericórdia.

Firmamos um pacto com o Senhor de seguí-LO na ótica do Projeto 4K como sendo o nosso próximo desafio como Missão e desejamos profundamente Suas bênçãos sobre uma nova onda de pioneirismo apostólico. Concordamos com Sua palavra que nos foi dada para que encorajemos os Jocumeiros, dos mais novos aos mais antigos, a buscarem conhecer e obedecer à Sua voz, na liberdade do Espírito Santo, para que sejam lançados na plenitude das promessas de Deus.

Submetemos alegremente os nossos ministérios pessoais, bem como, os ministérios que lideramos na Missão, à cobertura e ao conselho da ELG (GLT) e aos outros níveis de liderança sob os cuidados dessa. Escolhemos, mais uma vez, ser abertos e transparentes em nossos relacionamentos uns com os outros e dar uma nova ênfase à nossa missão no tocante à Palavra de Deus, de forma que, nos fique claro que Sua Palavra deve ser a nossa Bússola e o nosso Prumo para a nossa rotina de vida.

Empenhamos a nossa responsabilidade, enquanto membros da equipe de liderança global, de servir e encorajar com amor aqueles que estão sob os nossos cuidados, sendo seus servos carinhosos, respeitando sua dignidade e o seu valor como filhos de Deus e lhes dando um acompanhamento vocacional segundo o Seu caráter, para liberá-los a cumprir as palavras renovadas do Senhor.

Comprometemo-nos a servir os nossos líderes, a partir da nossa submissão às decisões vindas da liderança de maior porte, às novas visões ou mudanças de direção, às políticas e práticas nos ministérios que lideramos, apoiando e viabilizando de maneira encorajadora, um ambiente espiritual de confiança, unidade, amor e paz, dentro de JOCUM, para que possamos desfrutar da plena comunhão que Deus deseja para nós em nossos relacionamentos na Missão.

Posto isso, firmamos este pacto com Deus neste dia, de estarmos sempre disponíveis, em todo e qualquer lugar e em todas e quaisquer situações, para atender ao Seu chamado e propósito nesse Século XXI, o qual entendemos que é o de sermos tudo o que pudermos ser e de fazermos tudo o que pudermos fazer para completar a tarefa que nos foi deixada pela Sua Grande Comissão, aqui e em toda parte.

“Que as palavras da minha boca e a meditação do meu coração sejam agradáveis a ti, Senhor” (Sl. 19: 14).

Assinado e ratificado neste dia 30 de Agosto de 2002, em Naning, China.

Topo